Exercícios Funcionais – O que são e sua importância

Você está na melhor idade ou ajuda no cuidado de alguém que está? Falaremos sobre como os exercícios funcionais são bem-vindos em sua rotina. Se sua perda auditiva e visual o prejudicam no relacionamento interpessoal e aumentam o sentimento de vulnerabilidade, mesmo assim podes praticá-los.

Com a lentificação que a idade impõe, são comuns desequilíbrio, fraqueza muscular, ambiente desfavorável, estilo de vida sedentário, permanecer acamado e com dores ou deformidades dos pés, ou sofrer quedas: mesmo assim, ainda podes praticar os exercícios funcionais.

Com a presença de incontinência urinária o idoso diminuirá suas saídas de casa e perderá oportunidades para atividades sociais: aqui, também, os exercícios funcionais são bem-vindos.

Conforme envelhecemos, a preguiça, o desânimo e o cansaço aumentam, diminuindo a vontade de fazermos exercícios. Quem trabalhou mais de trinta anos numa metalúrgica, num escritório de contabilidade, num banco, de vendedor numa loja de sapatos ou roupas, ou quem sabe um profissional liberal, engenheiro, advogado, psicólogo, fonoaudiólogo, enfermeiro ou medico, sabe o que estou falando.

As suas costas doem, e não fazes exercícios nenhum!

A coluna cervical, então, coitada: sofrida! A lombar e a sacral: misericórdia! Mal consegue caminhar, correr. A barriga aumentou. Isso além de possíveis lesões presentes: tendinites, bursites, artroses, artrites, osteoporose, calcificações do tendão de Aquiles, a lista é grande! Mas você pode dizer: não gosto de academia, não tenho condições de investimento.

Agora as informações que você terá são os chamados exercícios funcionais. Os exercícios funcionais são muitos e podem ser classificados de diversas formas. Tais quais exercícios específicos para reabilitações de lesões, há treinamentos funcionais para o auxílio de perda de peso, para melhora do condicionamento físico, incluindo itens como a estabilidade, a coordenação motora e muito mais. Portanto, não é qualquer exercício que terá uma funcionalidade para você.

O treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade.

Na velhice ocorre diminuição da capacidade funcional, do coração e dos pulmões e principalmente das funções físicas, do sistema osteomuscular, neuromuscular. Temos como objetivo reintegrar pessoas para o cotidiano mais saudável. Lembramos sempre que a musculação, a corrida, o ciclismo, a natação e o Pilates possuem características funcionais.

O treinamento funcional para os idosos pode ser feito de diversas maneiras: com cordas, livros, cadeiras, cabo de vassoura, elásticos, roupas, escadas. As click here atividades devem ser mais parecidas com as do dia a dia. Por esse motivo utilizam-se objetos de dentro de nossos lares.

Os exercícios funcionais ajudam nos seguintes objetivos:

  • Prevenção de quedas e melhora no equilíbrio

A prevenção para quedas e melhorar o equilíbrio tornam-se fundamental. Estes exercícios podem ser realizados em bases instáveis ou que levem o idoso a experimental um pouco de instabilidade. Temos exercícios com elevação de uma perna ou flexão do quadril de um lado em pé. Importante frisar que devem ser realizados em cima de colchões ou colchonetes.

  • Força muscular

Temos exercícios para força muscular dos membros superiores, como remar. Para o tronco, extensão, flexões, e rotações do tronco. Exercícios para membros inferiores como agachamento, sentar e levantar da cadeira.

  • Flexibilidade

Visando flexibilidade, os alongamentos são os preferenciais.

  • Coordenação motora

A realização dos exercícios desafia não só seu corpo, mas também sua mente, já que você realiza diversas atividades em sequências por tempo limitado. Dessa forma, esses treinos podem auxiliar no melhor condicionamento de sua coordenação motora.

Os benefícios atingem tanto o corpo quanto a mente. Para coordenação motora: exercícios realizados numa escada horizontal e com uso do chapéu chinês.

  • Sobrepeso e obesidade

  • Queima de calorias

A frequência do treino dos exercícios funcionais para emagrecer e tonificar pode intensificar ainda mais a queima de calorias em seu organismo.

É por isso que os exercícios funcionais para emagrecer e tonificar vêm se popularizando. Estes exercícios emagrecem muito mais rápido. A principal característica desse tipo de treinamento são os exercícios focados na necessidade de quem pratica. Assim, o indivíduo pratica diferentes sequências em cima de bases instáveis, como bolas, pranchas e bastões, e aciona os músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força e aptidão cardiorrespiratória.

No próximo artigo, falaremos sobre os tipos de exercícios funcionais mais detalhadamente e como praticá-los.

Saúde!