Uncategorized

Tipos de Exercícios Funcionais e Como Praticá-los

 

Este artigo é uma continuação sobre Exercícios Funcionais. Para ler a parte 1, clique aqui.

Em primeiro lugar, falaremos sobre os equipamentos funcionais necessários para a prática.

Existem inúmeros equipamentos para tipos de treinamentos funcionais: bolas, bolas medicinais, rolos, cordas, elásticos de diferentes tensões, caixotes. Você deve ser bem orientado para saber quando e como usar cada um destes, do contrário a efetividade do exercício fica comprometida.

Não pense que esses exercícios podem ser realizados apenas dentro da academia; muito pelo contrário! Você pode praticar os exercícios funcionais para emagrecer em sua casa, na praia, em praças e até em parques que possam oferecer um melhor bem-estar a você.

O diferencial é exatamente esse, ser algo novo e que proporcione maior sentimento de liberdade e ainda fortalecendo seu corpo, além de ser uma proposta irresistível para aumentar seu contato com a natureza. Esses exercícios funcionais se adequam ao perfil da maioria das pessoas.

Tipos de treinamento funcional

Qualquer série específica para o aluno pode ser denominada treino funcional. Podem se alternar circuitos, saltos, giros, Pilates, agachamentos e aparelhos que auxiliem nos exercícios.

Exercício 1 -Peitoral – Flexão

– Deite-se sobre o chão, caso possa cair coloque uma colcha ou fique em cima de um colchão D23 (fininho e barato);

– Alinhe seus braços o lado do corpo;

– Alinhe suas mãos sobre o chão, busque basear-se na altura dos ombros;

– Mantenha seus braços levemente flexionados;

– Utilize os dedos dos pés como ponto de apoio para os membros inferiores;

– Empurre seu corpo contra o chão;

– Diminua a distância entre seu corpo e o chão, assim, retorne à posição inicial;

– Repita esse movimento em 5 séries de 12 repetições.

No começo você ficará cansado, e não conseguirá completar toda a série. Como todo início, vá devagar.

Exercício 2 – Prancha

– Deite-se de bruços sobre o chão. Mesma orientação aqui. Coloque uma colcha ou fique em cima de um colchão fininho D23;

– Apoie os cotovelos sobre o chão;

– Utilize os dedos dos pés como ponto de apoio para os membros inferiores;

– Eleve um pouco a região pélvica;

– Mantenha-se nessa posição de 20 a 60 segundos.

-Repita esse movimento 3 vezes.

Novamente, vá aumentando gradativamente o tempo.

 

Exercício 3 – Pular corda

Para você titia, mamãe, sogra ou vovó que brincava quando criança, está na hora de voltar a pular corda. Como todo reinício, necessitará ver suas condições físicas. Se estiverem fracas, apenas faça os movimentos. Depois hora de pular!

Exercício 4 – Agachamento

– Você pode utilizar um cabo de vassoura como apoio à frente do corpo. Use um bom cabo de vassoura para não estragar suas mãos ou machucar-se. Limpe-o, higienize-o e se necessário com uma faca ou lima tire as bordas ruins;

– Alinhe os pés sobre o chão de forma afastada;

– Flexione levemente as pernas;

– Estique os braços para a frente e segure na ponta do cabo de vassoura;

– Agache-se levemente para que não haja impactos em sua coluna;

– Levante-se e retorne à posição inicial;

– Atente para a sua postura sempre.

 

Você pode realizar esse movimento em 4 séries de 15 repetições.

Caso tenha em casa halteres, os mesmos também podem ser utilizados nesse exercício funcional.

Exercício 5 -Abdominal

Assim como demais exercícios, sua combinação com uma alimentação adequada aumenta os benefícios. No caso do abdominal, ajuda na diminuição da “barriguinha”.

Você pode utilizar halteres para aumentar a dificuldade da realização dos movimentos, caso sua performance esteja boa.

Orientação para sempre ficar em cima de um colchão fininho D23, já que a coluna não está tão boa, seja pela presença de artrose, escoliose, artrite ou hérnias de disco.

– Deite-se com a barriga para cima;

– Ponha os pés sobre o chão e flexione as pernas a fim de formar um ângulo de em média 60 graus;

– Leve as mãos à nuca ou na altura das orelhas;

– Eleve o tronco e direcione sua cabeça no sentido de seus joelhos;

– Mantenha seu olhar para cima, a cabeça deve se manter alinhada ao tronco;

– Mantenha seu abdômen contraído;

– Retorne à posição inicial, de forma a encostar a cabeça no solo;

 

Repita o movimento em 5 séries de 20 repetições.

Atenção para não fazer força com o pescoço ou dobrá-lo, pode causar dores. Deve-se fazer a abdominal através da contração do abdôme, e não forçando o pescoço.

Exercício 6 – Agachamento

Agora terás que tomar cuidado para não romper nenhum músculo e não provocar nenhuma queda, pois poderás ficar tonto. Não esqueça sempre de respirar fundo, calmamente, antes de cada movimento.

Você pode utilizar halteres ou cabo de vassoura para a realização desse exercício.

– Flexione levemente os joelhos e afaste as pernas;

– Pegue os halteres ou o cabo de vassoura de forma a alinhar aos seus ombros;

– Eleve seu corpo;

– Sempre priorize sua postura e a saúde de sua coluna;

– Finalize o movimento alinhando sua coluna de forma ereta;

 

Repita o movimento em 4 séries de 10 repetições.

Exercício 7 – Agachamento Unilateral

Neste exercício, é necessário equilíbrio e atenção para não perder a sequência e errar. Sempre concentrado e sempre respirando fundo.

– Uma perna deve ser posicionada atrás de seu corpo;

– Flexione o seu joelho a fim de agachar o mais próximo possível do chão;

– A sua perna posicionada à frente deve formar um ângulo de 90 graus quando flexionada;

– Retorne à posição inicial.

 

Repita esse movimento em 3 séries de 10 repetições para cada perna.

Exercício 8 – Desenvolvimento de Ombros

Um dos grandes problemas na velhice são os ombros. Afinal durante décadas nossos ombros jogaram pedra, vôlei, basquete, subimos em árvores, nadamos, trabalhamos segurando objetos e muitas vezes tiramos filhos de situações perigosas e adversas. Grande parte das vezes nossos ombros se rompem quando pegamos uma roupa do varal ou um objeto no alto, como guarda-roupas.

Aqui, a atenção deverá ser redobrada. E muito cuidado para não piorarem as coisas. Mas, aos poucos, os grupos musculares vão se fortalecendo e fica muito fácil. Lembre-se: não exagere!

Você precisa de 2 halteres ou pacotes de 1kg de sal, açúcar, café, arroz, feijão. Sua criatividade te ajudará.

– Pegue os acessórios e alinhe as suas mãos à altura de suas orelhas;

– Seu braço deve formar um ângulo de 90 graus;

– Eleve as mãos levemente acima da cabeça até esticar seus braços;

– Retorne à posição inicial. Não se esqueça de formar o ângulo de 90 graus.

 

Repita esse movimento em 4 séries de 15 repetições.

Exercício 9 – Elevação Lateral dos Ombros

Vou dizer que este é mais difícil que o anterior. Aqui o cuidado será grande. Mantenha o peso em 1kg ou no máximo 2kg. O que vale são os movimentos, e não o peso.

Você precisa de 2 halteres ou pacotes de 1kg de sal, açúcar, café, arroz, feijão. Sua criatividade te ajudará.

– Pegue os acessórios e alinhe as suas mãos à altura de suas orelhas;

– Seus braços devem formar um ângulo de 180 graus

– Retorne à posição inicial. Não se esqueça de formar o ângulo de 180 graus.

 

Repita esse movimento em 4 séries de 15 repetições.

—-

SERÁ QUE ESTE CURSO ESTÁ CERTO PARA MIM?

Mas você deve estar se perguntando: Será que o programa Cuidar dos pais em casa trocou de audiência? Afinal, só vejo imagens de jovens, atletas, com preparo físico fantástico!  Mais pareço com este senhor abaixo!

Não há confusão, todos os exercícios que apresentamos, jovens realizando, são para você perfeitamente que ultrapassou a casa do meio século.

CUIDADO – INVENÇÕES FUNCIONAIS

Do contrário dos exercícios funcionais, as invenções funcionais são modos de executar exercícios tradicionalmente conhecidos, mas com algumas adaptações, as quais podem ou não ser convenientes, a depender da adaptação em si que se está fazendo.

Muitas vezes, pessoas começam a criar e/ou inventar exercícios, os quais podem trazer grandes prejuízos. Sem conhecer os reais impactos biomecânicos daqueles movimentos, passam mais a degradar suas condições do que ajudar no treino.

O treinamento funcional vem evoluindo cada vez mais nos últimos anos. Com sua evolução, técnicas foram surgindo e inovações também têm surgido, fazendo com que o mercado de marketing e fitness passasse a focar nessa área. Todavia o melhor lugar para você que passou dos sessenta, setenta anos, é seu próprio lar, onde os exercícios podem funcionar muito bem.

Vamos exercitar?

Saúde!

Exercícios Funcionais – O que são e sua importância

Você está na melhor idade ou ajuda no cuidado de alguém que está? Falaremos sobre como os exercícios funcionais são bem-vindos em sua rotina. Se sua perda auditiva e visual o prejudicam no relacionamento interpessoal e aumentam o sentimento de vulnerabilidade, mesmo assim podes praticá-los.

Com a lentificação que a idade impõe, são comuns desequilíbrio, fraqueza muscular, ambiente desfavorável, estilo de vida sedentário, permanecer acamado e com dores ou deformidades dos pés, ou sofrer quedas: mesmo assim, ainda podes praticar os exercícios funcionais.

Com a presença de incontinência urinária o idoso diminuirá suas saídas de casa e perderá oportunidades para atividades sociais: aqui, também, os exercícios funcionais são bem-vindos.

Conforme envelhecemos, a preguiça, o desânimo e o cansaço aumentam, diminuindo a vontade de fazermos exercícios. Quem trabalhou mais de trinta anos numa metalúrgica, num escritório de contabilidade, num banco, de vendedor numa loja de sapatos ou roupas, ou quem sabe um profissional liberal, engenheiro, advogado, psicólogo, fonoaudiólogo, enfermeiro ou medico, sabe o que estou falando.

As suas costas doem, e não fazes exercícios nenhum!

A coluna cervical, então, coitada: sofrida! A lombar e a sacral: misericórdia! Mal consegue caminhar, correr. A barriga aumentou. Isso além de possíveis lesões presentes: tendinites, bursites, artroses, artrites, osteoporose, calcificações do tendão de Aquiles, a lista é grande! Mas você pode dizer: não gosto de academia, não tenho condições de investimento.

Agora as informações que você terá são os chamados exercícios funcionais. Os exercícios funcionais são muitos e podem ser classificados de diversas formas. Tais quais exercícios específicos para reabilitações de lesões, há treinamentos funcionais para o auxílio de perda de peso, para melhora do condicionamento físico, incluindo itens como a estabilidade, a coordenação motora e muito mais. Portanto, não é qualquer exercício que terá uma funcionalidade para você.

O treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade.

Na velhice ocorre diminuição da capacidade funcional, do coração e dos pulmões e principalmente das funções físicas, do sistema osteomuscular, neuromuscular. Temos como objetivo reintegrar pessoas para o cotidiano mais saudável. Lembramos sempre que a musculação, a corrida, o ciclismo, a natação e o Pilates possuem características funcionais.

O treinamento funcional para os idosos pode ser feito de diversas maneiras: com cordas, livros, cadeiras, cabo de vassoura, elásticos, roupas, escadas. As atividades devem ser mais parecidas com as do dia a dia. Por esse motivo utilizam-se objetos de dentro de nossos lares.

Os exercícios funcionais ajudam nos seguintes objetivos:

  • Prevenção de quedas e melhora no equilíbrio

A prevenção para quedas e melhorar o equilíbrio tornam-se fundamental. Estes exercícios podem ser realizados em bases instáveis ou que levem o idoso a experimental um pouco de instabilidade. Temos exercícios com elevação de uma perna ou flexão do quadril de um lado em pé. Importante frisar que devem ser realizados em cima de colchões ou colchonetes.

  • Força muscular

Temos exercícios para força muscular dos membros superiores, como remar. Para o tronco, extensão, flexões, e rotações do tronco. Exercícios para membros inferiores como agachamento, sentar e levantar da cadeira.

  • Flexibilidade

Visando flexibilidade, os alongamentos são os preferenciais.

  • Coordenação motora

A realização dos exercícios desafia não só seu corpo, mas também sua mente, já que você realiza diversas atividades em sequências por tempo limitado. Dessa forma, esses treinos podem auxiliar no melhor condicionamento de sua coordenação motora.

Os benefícios atingem tanto o corpo quanto a mente. Para coordenação motora: exercícios realizados numa escada horizontal e com uso do chapéu chinês.

  • Sobrepeso e obesidade

  • Queima de calorias

A frequência do treino dos exercícios funcionais para emagrecer e tonificar pode intensificar ainda mais a queima de calorias em seu organismo.

É por isso que os exercícios funcionais para emagrecer e tonificar vêm se popularizando. Estes exercícios emagrecem muito mais rápido. A principal característica desse tipo de treinamento são os exercícios focados na necessidade de quem pratica. Assim, o indivíduo pratica diferentes sequências em cima de bases instáveis, como bolas, pranchas e bastões, e aciona os músculos e articulações de forma global, desenvolvendo coordenação motora, flexibilidade, agilidade, equilíbrio, força e aptidão cardiorrespiratória.

No próximo artigo, falaremos sobre os tipos de exercícios funcionais mais detalhadamente e como praticá-los.

Saúde!

Alimentos Funcionais – parte 2

 

Continuaremos a falar sobre alimentos funcionais e seus benefícios. Para ler a parte 1, acesse Alimentos Funcionais – parte 1.

6- LICOPENO

Possui ação antioxidante; reduz níveis de colesterol, logo contribui para diminuir as terríveis complicações do elevado nível do mesmo, como infarto do coração, derrames e tromboses dos membros com amputação.

Estudos demonstraram que substâncias alimentares que apresentam níveis elevados de Licopeno podem reduzir o risco de certos tipos de câncer, como de próstata. No Brasil e no mundo os cânceres de próstata contribuem com 30% de todos os cânceres que podem acometer o sexo masculino.

Onde encontrar: Tomate e derivados, goiaba vermelha, pimentão vermelho, melancia.

7- LUTEÍNA E ZEAXANTINA

São antioxidantes; protegem contra degeneração macular (que ocorre em parte da retina e leva à perda progressiva da visão central). Ter uma visão saudável, livre de problemas, requer cuidados com os seus olhos. Além da higiene matinal, a diária – aqui as lágrimas (4 ml por dia) e o piscar (2 mil vezes por dia) fazem bem.

Onde encontrar: Folhas verdes (luteína). Pequi e milho (zeaxantina).

8- INDÓIS E ISOTIACIANATOS

Indutores de enzimas protetoras contra o câncer. Os estudos demonstram que muitos fatores do dia a dia podem produzir substâncias que propiciaram um número elevado de doenças malignas, como câncer. Uma das principais causas de morte de mulheres no mundo são os cânceres de mama, que correspondem a 30% de todos os canceres que podem acometer as mulheres.

Onde encontrar: Couve flor, repolho, brócolis, couve de Bruxelas, rabanete, mostarda.

9- FLAVONÓIDES

Atividade anticâncer. (Você reparou que todos estes alimentos funcionais possuem a capacidade de evitarem o câncer?)

Os alimentos ricos em flavonoides possuem ação vasodilatadora, que é importante, pois 25% das pessoas, no Brasil e no mundo, são portadores de pressão alta. E 10% possuem diabetes, com os vasos sanguíneos quase que “fechados”.

Mas ainda possuem uma ação anti-inflamatória, o que vai diminuir suas dores, e uma ação antioxidante, que irá melhorar o sangue tirando as impurezas, “as ferrugens dos vasos”.

Onde encontrar: Soja, frutas cítricas, tomate, pimentão, alcachofra, cereja.

10- PREBIÓTICOS- FRUTO-OLIGOSSACARÍDEOS, INULINA

Ativam a microflora intestinal, favorecendo o bom funcionamento do intestino – o que é de importância em uma sociedade que se acostumou aos enlatados, aos pré-cozidos ou prontos, muitas vezes sem nenhuma substância que poderia ajudar a flora intestinal.

Onde encontrar: Extraídos de vegetais como raiz de chicória e batata yacon.

11- SULFETOS ALILICOS (ALILSUFETOS)

Reduzem colesterol e pressão sanguínea. Além disso, melhoram o sistema imunológico e reduzem risco de câncer gástrico (terceiro câncer mais comum entre homens).

Onde encontrar: Alho e cebola.

12- LIGNANAS

Inibição de tumores hormônio-dependentes. Aqui temos cânceres de mama, da tireoide e da próstata, que aumentam de tamanho e agressão de acordo com os níveis de hormônio que deles dependem.

Onde encontrar: Linhaça, noz moscada.

13- TANINO

Para que servem?

Ação antioxidante, antisséptica e vasoconstritora. São três situações que nosso organismo mais sofre, e dos idosos, então! Pois já estão “cansando de funcionarem” A maçã é a fonte mais famosa. Limpa nossos corpos das impurezas dos micróbios que produziram pneumonia, amigdalite, otite, sinusite.

Onde encontrar: Maçã, sorgo, manjericão, manjerona, sálvia, caju, uva, caju, soja.

14  – ESTANÓIS E ESTERÓIS VEGETAIS

Reduzem risco de doenças cardiovasculares – a grande causa de mortes no mundo. Apesar do Brasil ser um dos maiores produtores e exportadores de soja do mundo, e sofrer intenso bombardeio de grandes indústrias, a soja constitui sabidamente um papel neste trágico problema mundial de mortes.

Onde encontrar: Extraídos de óleos vegetais como soja e de madeiras.

15- PROBIÓTICOS- BIFIDOBACTÉRIAS E LACTOBACILOS

Favorecem as funções gastrointestinais, reduzindo o risco de constipação e câncer de cólon. Quem nunca ouviu falar na Yakult? Se imaginarmos quando ingerimos nossa alimentação, um pão, uma fruta, arroz, feijão, a carne, e o produto final sendo transformados em fezes, é óbvio que sabemos da ação das bactérias intestinais. Infelizmente, a industrialização, a facilidade dos alimentos pré-fabricados, nos deixaram sem muita ação. Precisamos complementar.

Onde encontrar: Leites fermentados, Iogurtes e outros produtos lácteos fermentados.

16- FIBRAS SOLUVEIS E INSOLUVEIS

Reduzem o risco de câncer de cólon.

Novamente alimentos que melhoram o funcionamento intestinal. Uma alimentação rica em fibras solúveis e insolúveis é fundamental para o perfeito funcionamento intestinal, evitando as constipações, “intestinos presos”, “intestinos preguiçosos”, síndrome do cólon irritável. Os alimentos que possuem fibras solúveis podem ajudar no controle da glicemia e reduzindo o nível do açúcar do sangue.

Um dos grandes males hoje em dia são o sobrepeso e a obesidade. A obesidade não é apenas uma aparência da pessoa, mas classificada como doença. E as fibras estão diretamente relacionadas no tratamento da obesidade, pois dão maior saciedade.

Onde encontrar: Cereais integrais como aveia, centeio, cevada, farelo de trigo, leguminosas como soja, feijão, ervilha, etc.; hortaliças com talos e frutas com casca.

—–

O grande problema é que, para modificarmos nossa alimentação, especialmente quando adultos ou velhos, a dificuldade é maior.

Deixar de comer alimentos pré-fabricados e disponíveis em quaisquer supermercados será uma tarefa árdua e difícil.

Perceber que os alimentos funcionais foram exaustivamente estudados por engenheiros químicos, por nutricionistas, por médicos e profissionais, demonstrando quais são os componentes que apresentam, e a indicação de maior ou menor em necessidade da saúde deve ser o principal diferencial.

O programa Cuidar dos Pais em Casa vem ajudando ao papai, a mamãe, ao titio, a titia, seu vovô, sua vovó, seu sogro, sua sogra, e também a você e seus filhos, a começarem a usarem alimentos funcionais?

Saúde!

Alimentos Funcionais – parte 1

 

O aumento do percentual de idosos na população geral é fato inquestionável desde as últimas décadas. Este fenômeno se deve especialmente ao incremento na expectativa de vida.  No Brasil, dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística indicam que a população de idosos dobrou nos últimos 20 anos. Certas conquistas tecnológicas da medicina moderna que ocorreram ao longo dos últimos setenta anos, como o desenvolvimento de novas vacinas, antibióticos, quimioterápicos e exames complementares de diagnóstico, além dos avanços na área da assepsia, favoreceram a adoção de medidas capazes de prevenir ou curar muitas doenças até então fatais.

Neste rol de avanços científicos a alimentação passou a ter uma atenção maior. Deixou de ser um ato quase que involuntário para a sobrevivência para ser estudada com maior carinho.

Assim, uma ciência nova foi criada, apenas para cuidar da análise qualitativa e quantitativa dos alimentos. Dentre eles estão os denominados alimentos funcionais. Mas o que são eles?

Alimentos funcionais são alimentos ou ingredientes que oferecem benefícios à saúde, além de suas funções nutricionais básicas. Eles podem, por exemplo, reduzir o risco de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes.

O interesse neles é relacionado à qualidade de vida, doenças genéticas, caráter familiar ou mesmo as alterações fisiológicas “normais” da velhice. Não podemos esquecer que cada dia com o envelhecimento e maior tempo de vida muitas doenças estarão presentes, dentre as quais o aumento da pressão arterial, a presença de diabetes, doenças como artrites, artroses, pessoas pós infarto do coração, amputação partes de seus membros, ou mesmo acidentes vasculares cerebrais.

A dúvida de muitas pessoas hoje em dia é o fato de pensarem que os alimentos funcionais funcionam como medicamentos. Não são substitutos para remédios!

Então, para que seus benefícios sejam alcançados, é preciso consumi-los de maneira regular, incluindo principalmente vegetais, frutas e cereais integrais na alimentação. Afinal, grande parte dos componentes ativos estudados se encontra nesses alimentos.

Para quem quer se beneficiar dos alimentos funcionais, é recomendado substituir parte do consumo de carne bovina, embutidos e outros produtos à base de carne vermelha, por soja e derivados, especialmente carne de soja e isolados proteicos de soja ou peixes ricos em ômega 3.

É preciso ter em mente um detalhe fundamental para o funcionamento eficaz dos alimentos funcionais: eles só funcionam quando combinados com uma dieta equilibrada e balanceada. Não adianta utilizar um alimento para controlar o colesterol, por exemplo, se ela não for combinada com uma dieta pobre em gordura saturada e colesterol.

Conheça os principais compostos funcionais investigados pela ciência, para que servem e em quais alimentos são encontrados:

1- ISOFLAVONAS

Para que servem?

Ação estrogênica- tem a capacidade de reduzirem os sintomas das menopausas- portanto muito útil para as mulheres acima dos 45 anos, em especial para as que sofrem com os períodos de intenso calor. Também as pesquisas dizem que em muitos casos de câncer poderiam ser evitados.

Onde encontrar: Soja e derivados.

2- PROTEÍNAS DE SOJA

Ajuda na redução dos níveis de colesterol.

Onde encontrar: Soja e derivados.

3- ÁCIDOS GRAXOS OMEGA 3

Ajudam na redução do LDL – colesterol.

Esta letrinha significa e faz parte do conjunto de óleos necessários para nossa vida. Os níveis dele não podem ultrapassar os valores recomendados.

Também apresentam uma resposta na ação anti-inflamatória. A partir de uma idade os processos degenerativos do corpo, o processo de envelhecimento e muitas doenças produzirão substâncias inflamatórias. Compostos contendo ácidos graxos e ômega 3 foram satisfatoriamente analisados e produziram resposta importante na inflamação. O resultado são menos dores no corpo.

Outra importante contribuição e indispensável é para o desenvolvimento do cérebro e da retina de recém-nascidos.

Onde encontrar: Peixes marinhos como sardinha, salmão, atum, anchova.

4- ÁCIDO a- LINOLÊNICO

Estimula o sistema imunológico.

As doenças degenerativas e especialmente os cânceres estão diretamente implicados na diminuição da atividade imunológica. As vacinas que tomamos quando crianças, e depois de adultos, precisam ser complementadas. Os alimentos que contém ácido a linolênico possuem capacidade de melhorar nossa imunidade.

Também tem ação anti-inflamatória e assim ajudam a diminuir as dores do corpo.

Onde encontrar: Óleos de linhaça, soja; nozes e amêndoas.

5- CATEQUINAS

Reduzem a incidência de certos tipos de câncer. Difícil afirmar se uma substância alimentar estará reduzindo este ou aquele tipo de câncer, mas o que está comprovado é que pessoas que passam a consumir substâncias que possuem catequinas terão menor possibilidade de terem câncer.

As catequinas também reduzem o colesterol.

Finalmente, alimentos que possuem altas concentrações de catequinas, estimulam o sistema imunológico e dão maior resistência ao organismo. Afinal, um corpo físico com 50, 60, 70 ou mais 80 anos, já sofreu muitos “embates” bacterianos, virais e fúngicos, e precisa continuar resistindo à esta batalha microbiana.

Onde encontrar: Chá verde, cerejas, amoras, framboesas, mirtilo, uva roxa, vinho tinto.

 

No próximo artigo continuaremos a falar sobre os alimentos funcionais e seus benefícios.

Saúde!

Page 2 of 41234