Calendário de Vacinação do Idoso – Confira todas as dicas!

Você sabia que adultos e idosos também possuem um calendário de vacinação? Assim como as crianças, os adultos e idosos também possuem demandas de saúde preventiva – sendo que é sempre melhor prevenir as doenças infecciosas que tratá-las. Confira a seguir todas as informações sobre o calendário de vacinação do idoso e prepare a sua agenda e a dos seus pais para o próximo ano ou coloque em dia as vacinas que estão atrasadas e que podem fazer falta!

Calendário de vacinação para adultos e idosos

 

O calendário de vacinação do idoso, que vale também para os adultos, é bem simples de compreender. Acima de 60 anos, as duas principais vacinas são a de Influenza (anual – gripe) e a de Pneumococo (dose única). Contudo, as vacinas válidas para os demais adultos também valem para o idoso. Veja que se a pessoa idosa ainda não recebeu alguma das vacinas para faixas etárias abaixo dos 60 anos, deve buscar orientação médica – é o caso da hepatite B, febre amarela, entre outras doenças infecciosas.

 

Se o idoso (ou adulto) não tiver comprovação, deve receber as doses completas. A tabela abaixo (que pode ser ampliada ao clicar) foi desenvolvida pela Sociedade Brasileira de Imunizações e consta ainda no material gratuito Geriatria – Guia de Vacinação, desenvolvido pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – acesse o link e veja na íntegra.

 

É importante dizer que no caso dos idosos, o SUS – Sistema único de Saúde garante a oferta, podendo o idoso ainda adquiri-la, se quiser, por conta, nas farmácias e clínicas de todo o país. É muito importante ter o acompanhamento médico na indicação da vacina e principalmente quando há sintomas das doenças as que elas implicam.

 

Por que vacinar seus pais idosos?

 

É sempre importante lembrar que a vacinação está diretamente relacionada com a melhor qualidade e expectativa de vida – e é isso o que desejamos para nossos pais idosos. Pessoas imunocompetentes (vacinadas) têm mais condições de enfrentar às doenças infecciosas causadas por vírus e bactérias, e é preciso garantir a prevenção de danos à saúde por meio de imunobiológicos, independentemente da faixa etária.

 

Vídeo sobre vacinação de idosos

 

Veja neste vídeo desenvolvido pelo programa Cuidar dos pais em casa as perguntas mais frequentes sobre a vacinação para o idoso e confira as dicas do Dr. Sergio Munhoz, idealizador do programa:

 

 

Gripe, click here pneumonia e outros males

 

Sempre que se aproxima o inverno, lembramos que os mais afetados pela gripe são os idosos – assim como gestantes e crianças. Trata-se de uma infecção viral comum que pode ser fatal, especialmente em grupos de alto risco. Em 2017, teremos uma nova reformulação para a vacina da gripe, que ficará mais segura segundo a Anvisa. A vacinação contra a gripe (incluindo H1N1) deve ocorrer entre abril e maio de 2017 – fique atento às campanhas governamentais anunciadas na TV. Veja a matéria completa sobre a mudança da composição da vacina da Gripe aqui neste link.

 

As vacinas contra a pneumonia estão entre as mais procuradas entre os idosos e seus familiares. Isso porque, por exemplo, as doenças infecciosas pneumocócicas são as mais comuns entre crianças com menos de 2 anos e idosos com mais de 65 anos. Estas doenças estão entre as principais causas de mortes entre idosos. As síndromes clínicas mais importantes causadas pelos pneumococos são a pneumonia, a bacteremia e a meningite.

 

Já a herpes zóster é uma doença predominantemente com foco em idosos. Muitas pessoas ainda desconhecem a doença. Pode-se adquiri-la em qualquer fase da vida, sendo as suas consequências muitas vezes fatais. Calcula-se que 10% a 20% da população global apresentarão a doença, chegando a 50% entre os que atingem os 85 anos de idade. Mais de dois terços dos casos são registrados após os 50 anos. Além de dores nas articulações, consequências como infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral e isquemia cerebral transitória, pode ocorrer todas as faixas etárias. A sua vacina é de dose única – veja na tabela.

 

Outras doenças, estas mais conhecidas, como hepatites A e B, febre amarela, tétano, entre outras, também estão no calendário de vacinação adulto e o idoso que não passou por estas vacinas em outras faixas etárias, deve fazê-lo com a orientação médica. Vale ressaltar ainda a vacina tríplice viral, Meningocócica e Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (dTpa) / Difteria, tétano e coqueluche.

 

DESTAQUE: 15 principais doenças entre idosos no Brasil

 

Aplicativo de vacinação do SUS

 

Você sabia que pode acompanhar os calendários de vacinação ofertados pelo SUS em um único aplicativo? Ele é gratuito e facilita muito na hora de lembrar as datas das vacinas para idosos e para as demais faixas etárias. Acesse e baixe gratuitamente o aplicativo de Vacinação em Dia do SUS aqui.