10 dicas para evitar ou lidar com quedas

Você sabia que as quedas domésticas estão entre as principais causas de acidentes que envolvem idosos, muitas vezes ocorrendo danos complexos ou até fatalidades? Cuidar do ambiente em que está inserido o seu idoso é essencial para que haja segurança, conforto e saúde. Selecionamos 15 dicas para evitar ou lidar com quedas dentro de casa e manter os seus idosos a salvo. São práticas simples, mas que fazem toda a diferença. Veja!

Pisos antiderrapantes em toda a extensão do lar

Por onde o idoso se locomove, a superfície do chão deve ser segura – seja a pé, com bengalas ou muletas, cadeira de rodas ou andador. Por isso, uma prática interessante é optar por piso antiderrapante em toda a casa. Caso não seja possível trocar o piso por questões econômicas, é possível adquirir fitas antiderrapantes e aplicá-las no piso. O piso do banheiro é o mais perigoso – grande parte das quedas entre idosos ocorrem no banheiro. Não se esqueça de que dentro do box também precisa ter aderência no chão.

Cuidados especiais no banheiro

Já falamos sobre o banheiro e seus perigos. E precisamos ressaltar mais uma vez: cuide com o piso do bainheiro usado pelo seu idoso, privilegiando pisos antiderrapantes ou fitas aderentes – inclusive no box ou banheira. Suportes, apoios e corrimãos dentro da área de banho ou perto do vaso sanitário também – para que o idoso possa se apoiar para sentar e se levantar.

Os tapetes de pano também devem ser antiderrapantes para que não provoquem quedas. Na dúvida, é melhor não tê-los. Objetos que obstruam as passagens e que estão fora do lugar podem motivar uma queda a quem não tem mais a mesma sensibilidade e destreza para se locomover. Outro foco de atenção, além da limpeza é cuidar para que o chão não esteja molhado.

Mudanças necessárias na cozinha

Além de tapetes e pisos antiderrapantes, a cozinha deve ser muito bem organizada, com o acesso seguro aos utensílios para que o idoso tenha mais independência. Organize ainda os móveis, lixeiras, mesas, etc. para que não sejam um estorvo na mobilidade do seu idoso. Cuide para que os móveis – não apenas na cozinha, mas em qualquer lugar da casa, não sejam pontiagudos ou inseguros.

Cuidados com tapetes e objetos no chão

Recolha diariamente quaisquer objetos que estejam jogados no chão – sapatos, brinquedos, livros, etc. O idoso pode não ver e tropeçar. Faça sempre a organização da casa para que nada passe despercebido. Os tapetes mais grossos, como os da sala ou aqueles passadores de escada, também escondem perigos. Verifique se estão bem firmes ao chão.

Escadas e possibilidades de queda

Nas escadas, tenha sempre corrimãos nos click here dois lados e verifique se o idoso ainda consegue subir ou descer com assertividade. Caso não seja possível ter corrimão nos dois lados da passagem, tenha pelo menos em um. Se é muito cansativo para subir ou descer escadas, mesmo que pequenas, adapte a vida do idoso no primeiro andar.

Tamanho da casa e trabalhos constantes

Casas maiores possuem perigos ocultos que podem ocasionar em quedas aos idosos. Quando o idoso é resistente em continuar morando em suas casas grandes sozinhos e não conseguem mais cuidar na manutenção da mesma ou evitar situações de queda, é hora de ter uma conversa bem franca e procurar um lugar menor e mais adequado ou da família se mudar para o imóvel, oferecendo ajuda. Grande parte das quedas ocorrem no dia a dia, nos seus afazeres.

Sapatos adequados

Muitas vezes o perigo mora nos pés. Confira se os sapatos dos seus idosos são confortáveis, em tamanho adequado e oferecem equilíbrio ao andar. Veja ainda se são antiderrapantes. Todo cuidado é pouco!

Iluminação adequada

A iluminação inadequada pode levar às quedas em casa. Mantenha sempre as janelas descobertas e as lâmpadas com uma luminescência ideal para cada cômodo. O acesso à noite aos banheiros e ao quarto devem ser otimizados com abajures ou luzes de segurança.

Cuidados extras com pessoas com limitações mentais

Pessoas com limitações mentais podem correr ainda mais riscos, sendo de quedas acidentais ou provocadas, saídas à rua ou ainda não conseguem discernir situações de risco. Toda a atenção deve ser redobrada nestes casos.

Planejando a moradia dos pais

Converse francamente com o idoso sobre as suas limitações e a necessidade de apoio ao se locomover. E mantenha a observação quando o idoso for resistente e achar que não deve usar acessórios e apoios ao andar. Veja ainda as dicas para a moradia dos pais quando cuidados em casa – reveja as mudanças que precisam ser feitas quando os pais continuam morando em suas casas. Veja quando é hora de mudar de casa ou quando é preciso fazer reformas:

 

Conheça o curso Cuidar dos Pais em Casa

 

Você já conhece o e-book exclusivo do site Cuidar dos pais em casa? É um material gratuito que você poderá baixar hoje mesmo em seu computador e garantir que o seu idoso tenha os melhores cuidados e qualidade de vida. Este material foi escrito e produzido pelo Dr. Sérgio Munhoz.

Para ter acesso ao e-book, clique neste link e faça o seu cadastro. Você receberá no seu e-mail um link para o material gratuito, que com certeza irá ajudá-lo a oferecer o melhor atendimento e apoio ao seu pai ou mãe idoso (ou outro parente idoso) em casa.

Veja também: Depressão na terceira idade – O que é? Como tratar?

Gostou da matéria? Conhece outras dicas para envelhecer com qualidade de vida? Deixe um comentário a seguir!